Crianças e adolescentes adotivos: como são vistos pela escola?

Lúcia Fátima Veloso, Maria Helena Rodrigues Navas Zamora, Maria Lúcia Rocha-Coutinho

Resumo


Apesar de os estudos sobre adoção serem numerosos, muito pouco é encontrado sobre como a adoção é percebida pela comunidade escolar. O objetivo desta pesquisa é analisar como crianças e adolescentes adotivos são percebidos pela escola. A hipótese central é que a escola atribui à adoção a causa das dificuldades de aprendizagem e de comportamento dos alunos que são filhos adotivos. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com sete profissionais que atuam na área de educação, no ensino fundamental e médio, em escolas da rede particular da cidade de Niterói-RJ. O material foi tratado pela análise de discurso. Dentre os resultados encontrados pode-se afirmar que as escolas não atribuem unicamente à adoção a causa das dificuldades de comportamento e de aprendizagem dos alunos que são filhos adotivos, apesar das falas repletas de ideias preconceituosas sobre o tema.

Palavras-chave


Adoção; Escola; Preconceitos.

Texto completo: PDF HTML


Universidade Federal do Rio de Janeiro - Centro de Filosofia e Ciências Humanas - Instituto de Psicologia

Av. Pasteur, 250 - Pavilhão Nilton Campos, Praia Vermelha - Urca
CEP: 22290-902 - Rio de Janeiro-RJ
Portal Capes
Minerva

Indexação
Lilacs
Pepsic
Index Psi Periódicos (BVS - Psi)
Latindex
Scopus
Clase
Psicodoc
Redalyc
PsycINFO

Apoio:
UFRJ/Capes/CNPq/FAPERJ